3.20 Exercícios (1-4)


Estes exercícios estão relacionados à parte teórica da Lição 3. Você pode fazê-los e depois discuti-los com um tutor, mentor ou outros colegas.

Exercício 1: Entrevistas para um dia sem muitas notícias
Entre em contato com uma organização científica de seu país ou região. A maioria dos países tem uma Academia de Ciências, e você pode encontrar muitas delas na lista de membros do site da Academia de Ciências para Países em Desenvolvimento [http://www.twas.org] ou no Painel Interacadêmico de Questões Internacionais [http://www.interacademies.net]. Muitos países têm algum tipo de Conselho de Pesquisa Científica e Industrial. Ou você pode investigar faculdades de ciências nas universidades. Encontre o cientista mais antigo e o mais novo da instituição: há de existir alguma idéia de pauta aí. Se possível, visite-os pessoalmente e conversem numa cafeteria ou qualquer outro lugar possível. Identifique-se. Pergunte o que eles fazem. Pergunte se você pode manter contato com eles. Pergunte o que é interessante no trabalho deles. Isso é construção de relacionamento. Mas tem retorno: você pode acabar fazendo um perfil, pré-apurando uma pesquisa que ainda não foi publicada, ou reportando o cuidadoso processo da ciência ou cortes no financiamento. Isso é o que você deve fazer num dia mais calmo de trabalho.

Exercício 2: Conseguindo mais a partir de uma entrevista
Este é um exercício que você pode facilmente fazer nas entrevistas que você já agendou.
  1. Quando fizer uma entrevista presencial, reserve dez minutos para entrevistar a pessoa de novo num estilo completamente diferente. Por exemplo, se você está fazendo um texto noticioso, tente fazer um perfil. Se você está fazendo uma gravação de som para uma matéria de rádio, que tal tentar algo para um programa ou talk show? Você pode acabar usando as duas entrevistas, para diferentes veículos.
  2. Você também pode fazer a mesma entrevista considerando diferentes mercados. Você faria as mesmas perguntas para uma matéria de 800 palavras num site internacional como SciDev.Net, uma nota de três parágrafos num jornal diário local ou na seção de notícias da Nature?
Exercício 3: Novas tecnologias em entrevistas
Tente começar e conduzir uma breve entrevista internacional por e-mail, mensagens instantâneas, Skype ou outra tecnologia, incluindo telefone celular. Tente entrevistar um colega – estudante ou jornalista – que estará aberto a experimentar a nova tecnologia, mas tente não escolher alguém de sua vizinhança ou país. Se você está interessado nas mais novas tecnologias, tente começar seu próprio blog ou podcast sobre ciências, no qual você documenta suas entrevistas.

Exercício 4: Ampliando o escopo da sua entrevista
Selecione seu candidato menos desejável para uma entrevista de ciências. Por exemplo, se você odiou matemática, nunca entendeu física ou se seu editor acha que a geologia é irrelevante, escolha alguém importante nessas áreas. Tente entender um pouco de seu trabalho e fazer uma entrevista sobre o tema – talvez uma entrevista pessoal, para que você não tenha que explicar muitos conteúdos científicos, mas possa perguntar sobre sua vida, seu marido ou esposa e seus filhos. E pergunte por que eles gostam de seu trabalho, em vez de focar no próprio trabalho sem um toque mais pessoal. Escreva o texto em 800 palavras para uma audiência internacional. Envie para um site sem fins lucrativos, como [http://www.scienceinafrica.co.za], por exemplo, ou sites e boletins de ONGs. Você pode também enviar aos cientistas sobre cujo trabalho você escreveu, para que eles encaminhem para os sites de suas instituições. Se o texto for apropriado, ele pode ser publicado, sobretudo se tiver imagens. Eles não vão cobrar pela edição e, em troca, você não será pago.


página principal Questões (1-4) Respostas (1-4) Exercícios (1-4)