8.24 Questões (Parte 2)


Nas páginas a seguir, você verá o pré-roteiro apresentado na seção 8.9 e algumas listas preparatórias para uma reportagem de TV de dez minutos sobre aranhas. Tente responder às questões a seguir e dê uma olhada no exercício 2 (seção 8.30).

Aranhas fascinantes – Pré-roteiro

1. Introdução geral
Imagem: várias aranhas, detalhes de aranhas
Off: Poucos animais provocam tanta admiração e repulsa ao mesmo tempo.

Apenas algumas fobias são tão fortes quanto a aracnofobia. Vamos tentar transformar o medo de aranhas em respeito por essa etapa única da evolução.

Imagem: Atena transforma Aracne em aranha
Off: Aranhas são tema de muitos mitos e lendas. Até o nome da ciência que estuda as aranhas tem origem em uma lenda grega antiga. Aracne estava tão orgulhosa de suas habilidades de tecelagem que desafiou a deusa da ciência e da arte para uma competição. Porém, a imagem que Aracne teceu não era boa o suficiente para Atena e Aracne foi transformada em uma aranha.

2. Introdução de instalações onde as aranhas são estudadas
Imagem: Fachada da Faculdade de Ciências Naturais, Universidade J. E. Purkyně, em Ústí nad Labem, República Tcheca, interior do laboratório do Departamento de Biologia, dr. J.H., no laboratório, explica fatos básicos sobre as aranhas: elas surgiram há mais de 350 milhões de anos; hoje, há mais de 36 mil espécies e bilhões de exemplares; a cada ano, surgem cerca de 200 novas espécies.

3. Características das aranhas
Imagem: Detalhes de partes do corpo das aranhas Off: Aranhas geralmente têm oito olhos; seu corpo é formado por uma união de cabeça e tórax – chamada prossoma – e um abdômen. Em sua boca, as chamadas quelíceras escondem canais de glândulas venenosas. Diferentemente dos insetos, as aranhas possuem oito patas. São predadoras e caçam ativamente a presa. Três características principais são típicas das aranhas: glândulas venenosas, digestão externa e um método raro de produção e uso de fios de seda.

Imagem: Aranha caçando e matando um rato, detalhe dos dentes venenosos, presa impassível
Off: Como a garganta da aranha é muito estreita e não consegue engolir objetos grandes, a digestão do alimento acontece fora do corpo. A presa é adormecida ou morta pelo veneno que é produzido por glândulas especiais na base dos dentes. A presa morta é, então, inoculada com sucos digestivos e deixada sozinha por alguns minutos ou horas, até que seus tecidos internos tenham sido liquefeitos e possam ser sugados por um pequeno orifício no corpo da presa

4. Danos causados por aranhas
Imagem: Fotos de aranhas venenosas e dos ferimentos que elas causaram em humanos e animais.
Off: Quase todas as aranhas podem produzir veneno. Porém, as únicas que oferecem risco às pessoas são algumas tarântulas, a viúva-negra e aranhas pertencentes às ordens Loxosceles e Atrax, porque essas, ao contrário das outras, podem morder através da pele humana. Por exemplo, a viúva-negra injeta quatro miligramas de toxina, quantidade que mata um rato de laboratório em 20 minutos; uma cobaia, em seis horas e meia; um gato, em cinco dias. Em grandes mamíferos, como cavalos ou camelos, são raras as fatalidades relacionadas a mordidas de aranhas. Ovelhas e cabras apresentam alta resistência contra mordidas de cobras.

5. Como as aranhas ajudam
Imagem: Arquivo – paciente que sofre de epilepsia
Off: O veneno da aranha pode, na verdade, ser útil para o homem. Indústrias farmacêuticas compram veneno de tarântulas, que serviria como base para uma possível droga contra epilepsia.

6. Características do fio das aranhas
Imagem: Teias de aranha bonitas
Sonora: Dr. Hajer explica que a característica mais peculiar das aranhas é o sistema giratório e seu produto – a teia. Quimicamente, ela lembra a seda produzida pelo bicho-da-seda, mas os fios das aranhas são muito mais sofisticados.

6a. Dissecação da aranha – fiandeiras
Imagem: Dissecação de aranha, detalhe do sistema giratório
Off: O sistema giratório consiste de três a quatro pares de fiandeiras anexadas ao grande abdômen. A principal diferença entre o fio da aranha e outros fios não é sua firmeza, mas o grau a que pode ser esticado sem se romper. O fio da aranha pode ser esticado em mais de 30%, enquanto as fibras dos ligamentos humanos podem ser esticadas apenas em 10%.

6b. Pesando aranhas e teias, vários usos do fio da aranha
Imagem: Peso de aranhas, seus casulos e teias
Off: Aranhas usam suas fiandeiras para quatro propósitos. Em primeiro lugar, elas produzem material para pacotes de seda chamados casulos, nos quais os ovos se desenvolvem. Em segundo, elas produzem fibra para construirem abrigo. Além disso, elas produzem o fio para construir e reparar as armadilhas usadas para capturar presas. E, por fim, elas produzem cordas para arrastar coisas. Dr. Hajer explica que as maiores aranhas, indivíduos de 75 microgramas, criam teias de 126 microgramas. Teias assim, freqüentemente com dois metros de tamanho, podem segurar até pequenos pássaros!

6c. Fibras no microscópio
Imagem: Laboratório de Microscopia Atômica, placa de laboratório com uma amostra de fio, colocar a amostra no microscópio, observá-la no monitor. Off: Um microscópio atômico, com alta definição de alguns nanômetros, mostra imagens tridimensionais de amostras biológicas. Dessa forma, podemos adquirir informações sobre as propriedades mecânicas, elétricas e magnéticas da fibra. Pesquisas realizadas nos Estados Unidos mostram que o fio usado nas teias de aranhas de jardim européias é, pelo seu peso unitário, mais forte que o aço e comparável ao polímero super-forte chamado Kevlar.

Imagem: Imagens microscópicas de fios das teias
Off: Os fios das teias precisam agarrar um inseto voador e absorver sua energia cinética. A construção de teias circulares distribui a energia do local onde o inseto atinge a trama para toda a superfície da teia. A energia cinética é transformada em calor, então não produz um movimento contrário – que poderia jogar o inseto para fora da teia.

7. Observando aranhas
Imagem: Estufa – exterior, interior, cactos cobertos de fios de aranha Off: Para identificar as melhores fibras para a pesquisa, cientistas também precisam estudar aranhas do ponto de vista da etologia – para descobrir como as aranhas realmente usam essas fibras.

Imagem: Aranha doméstica separa o inseto, cobre-o de fios e suga Off: Aqui, a aranha doméstica foi informada, por meio da vibração na teia, que um inseto foi capturado e ela está tentando separá-lo da planta. O inseto é arremessado por fios flexíveis para a teia, onde a aranha o cobre de seda, injeta enzimas digestivas e suga. Esse conhecimento pode beneficiar o homem.

Dr. Hajer explica seu objeto de trabalho: pequenas aranhas que vivem em condições extremas e o método de pesquisa desenvolvido por ele para estudar a miniaturização de todos os órgãos necessários para a existência da aranha.

8. Especificidades reprodutivas das aranhas
Imagem: A reprodução da espécie Argyrodes – detalhes de quelíceras, casulos, machos e fêmeas Off: Aranhas têm um mecanismo único de reprodução. A espécie Argyrodes está entre os cleptoparasitas – seus indivíduos habitam a periferia das teias de aranhas de jardim européias e roubam suas presas. Quando copulam, o macho libera uma espécie de poção do amor por uma protuberância no tórax (parte de seu prossoma) para inibir a agressividade da fêmea.

Imagem: Reprodução de Theridiosoma – a fêmea arrasta o macho para mais perto por um fio de seda
Off: Machos da espécie Theridiosoma enfrentam um destino triste. Cópulas que duram vários segundos se repetem a cada 40 ou 50 minutos. Durante as pausas, o macho quer deixar a fêmea, mas ela o segura num fio de seda e o puxa de volta para seu lado. Ao mesmo tempo, ela puxa a seda das fiandeiras do macho e as come para conseguir proteínas. O macho, por conseqüência, morre de exaustão.

9. Aranhas como animais de estimação
Imagem: Aquário com aranhas, detalhes de aranhas grandes, bonitas e peludas Off: As aranhas não têm boa reputação – talvez por causa de seu método reprodutivo, número de pernas, corpo peludo ou comportamento predador. Porém, não se pode negar sua sabedoria e eficientes mecanismos de defesa e ataque. É por isso que elas ainda são freqüentemente adotadas como adoráveis animais de estimação.

Aranhas – Listas preparatórias


Locação: Faculdade de Ciências Naturais, Universidade J. E. Purkyně, em Ústí nad Labem, Departamento de Biologia e Laboratório de Microscopia Atômica (endereço)
Cientista: dr. J.H. (telefone, e-mail, endereço)

Para filmar na Faculdade:
  1. Tantas aranhas diferentes quanto possível, incluindo casulos, teias e filhotes
  2. Tarântulas famintas em aquários atacando violentamente as presas
  3. Tratamento de preparação das fiandeiras das aranhas
  4. Pesagem das aranhas e medição das teias
  5. Laboratório de Microscopia Atômica
  6. Exterior de prédios, interior de laboratórios
Lista de imagens para adquirir com os cientistas:
  1. Detalhes de mandíbulas
  2. Aranhas: tarântulas, viúvas-negras, Loxosceles, Atrax
  3. Gotas de veneno
  4. Aranha tecendo uma teia
  5. Detalhes do sistema giratório – fiandeiras, orifícios, extremidades
  6. Casulos, aranha-mãe tecendo a parede de um casulo, filhotes nascendo
  7. Aranha tecendo uma armadilha, balançando nela, comendo a presa
  8. Detalhe da fibra, corte transversal da fibra
  9. Comportamento de aranhas Argyrodes
  10. Teia com uma aranha fêmea e filhotes
Lista de imagens de arquivo:
  1. Paciente com epilepsia, eletroencefalograma
  2. Imagem de Aracne e Atena
Perguntas para o dr. J.H.
  1. O que mais lhe fascina nas aranhas?
  2. Quando as aranhas surgiram, quantas aranhas existem e quais as suas principais características?
  3. Que fatos incomuns e únicos sobre as aranhas foram descobertos em seu centro de pesquisa?
  4. Quanto a aranha pesa, quão grandes são as teias, quão firmes são as fibras?
  5. Quantos tipos diferentes de fibras de aranha nós conhecemos – quais são as diferenças entre eles?
Questão 1:
Quantas instituições a equipe vai precisar visitar?
  1. 1 instituição
  2. 2 instituições
  3. 3 instituições
Questão 2:
Quais das seguintes coisas o cientista deve fazer para se preparar para a gravação?
  1. Fazer uma busca nos vídeos que ele ou ela fez durante sua observação científica e escolher as partes mais relacionadas com a matéria.
  2. Arrumar os laboratórios onde a filmagem se dará.
  3. Solicitar à diretoria da instituição a aprovação para gravar a matéria.
Questão 3:
A maioria das imagens usadas na reportagem será produzida pelo próprio jornalista ou fornecida pelo cientista?
  1. A maioria do material virá do cientista.
  2. A maioria do material será produzida pela equipe de TV.



página principal Questões (Parte 1) Respostas (Parte 1) Exercícios
  Questões (Parte 2) Respostas (Parte 2)  
  Questões (Parte 3) Respostas (Parte 3)  
  Questões (Parte 4) Respostas (Parte 4)